Ambiente de Desenvolvimento PHP no Windows

Parte 2 — Instalação do PHP

Photo by cottonbro from Pexels

Artigo completo

O artigo completo está dividido em 4 partes. Nesta segunda parte, nos concentramos na Instalação do PHP. A seguir você encontra os links para as outras etapas do artigo:

Considerações

Vou utilizar o “Windows PowerShell” no modo “Administrador” como meu “Terminal de comandos” para realizar todas as tarefas referentes a criação de pastas e abertura de arquivos para edição, além é claro, de comandos para execução de serviços. Lembrando que você pode realizar as tarefas comuns de manipulação de pastas e arquivos utilizando o “Windows Explorer”.

Todas as instruções de instalação serão baseadas no “Windows 10 de 64 bits”.

Estrutura de pastas

A estrutura de pastas é de extrema importância para o devido funcionamento de nosso ambiente de desenvolvimento. Além é claro de auxiliar na sua própria organização. Aqui preciso sugerir uma estrutura, enfatizando que é uma sugestão, portanto, siga com extrema atenção a esses “detalhes”.

Iniciamos a Parte 1 deste artigo, com a criação de uma pasta chamada “Web Server” e dentro dela já criamos a pasta “apache”. Portanto já possuímos a seguinte estrutura:

C:\📂Web Server

A pasta “Web Server” será utilizada para organizarmos nosso “Ambiente de Desenvolvimento”.

Dando continuidade ao artigo, vamos criar uma pasta chamada “php”. Utilizando o terminal de comandos:

cd\; mkdir 'Web Server\php'

Dessa forma, obtemos a seguinte estrutura:

C:\📂Web Server 📂php

Download

Vamos realizar o download da última versão do PHP, no momento da criação deste artigo, estamos na versão “8.0.7”. Você pode escolher uma das duas formas a seguir para obter os arquivos:

  • Para realizar o download direto da versão “8.0.7", clique aqui.
  • Se deseja ver as outras versões ou downloads alternativos, basta acessar a página de downloads do PHP clicando aqui. Atente-se para o download da versão “Thread Safe” de 64 bits.

Lembrando e enfatizando que este artigo é baseado na versão de “64 bits”.

Extração e movimentação dos arquivos

Extraia todo o conteúdo do arquivo baixado para a pasta “php” (criamos nos passos anteriores), que se encontra no seguinte caminho:

C:\📂Web Server 📂php

Configurando o funcionamento do PHP

A configuração do PHP é realizada através do arquivo “php.ini”, portanto, vamos gerar esse arquivo para podermos editá-lo.

Gerando o arquivo php.ini

Observe que na pasta “php”, vamos encontrar um arquivo chamado “php.ini-development”:

C:\📂Web Server 📂php 📝php.ini-development

Vamos renomeá-lo para “php.ini”, e pronto, acabamos de gerar o arquivo de configuração do PHP. Dessa forma, obtemos a seguinte estrutura:

C:\📂Web Server 📂php 📝php.ini

Este processo pode ser feito com toda a tranquilidade pelo próprio “Windows Explorer”, porém, se você deseja utilizar a linha de comando, basta executar esse comando no nosso terminal:

cd\; Rename-Item -Path 'Web Server\php\php.ini-development' -NewName 'php.ini'

Habilitando e definindo o diretório de extensões do PHP

Para a realização deste processo, vamos utilizar o “Bloco de notas” do Windows. Utilizando o terminal de comandos:

notepad 'Web Server\php\php.ini'

Lembrando que você pode utilizar outro editor, como o VS Code por exemplo.

Com o arquivo “php.ini” aberto para edição, faça uma busca pela seguinte ocorrência:

;extension_dir = "ext"

E altere essa instrução para:

extension_dir = "c:\Web Server\php\ext"

Lembrando que essa alteração informa o diretório de extensões do PHP; e o mesmo está baseado na estrutura de pastas recomendadas neste artigo.

Encerrando a edição do arquivo

Agora podemos salvar as alterações realizadas, bem como, fechar o arquivo em edição.

Sincronizando as configurações do Apache com o PHP

Para a realização deste processo, precisamos editar o arquivo de configurações do Apache, que como vimos na Parte 1 deste artigo, é realizada pelo arquivo “httpd.conf”, que se encontra no seguinte caminho:

C:\📂Web Server 📂apache 📂conf 📝httpd.conf

Para a editar o arquivo “httpd.conf” vamos utilizar o “Bloco de notas” do Windows. Utilizando o terminal de comandos:

notepad 'Web Server\apache\conf\httpd.conf'

Lembrando que você pode utilizar outro editor, como o VS Code por exemplo.

Com o arquivo “httpd.conf” aberto para edição, faça uma busca seguinte ocorrência:

#LoadModule xml2enc_module modules/mod_xml2enc.so

E após essa corrência, adicione as seguintes linhas:

LoadModule php_module "${SRVFOLDER}/php/php8apache2_4"AddHandler application/x-httpd-php .phpPHPIniDir "${SRVFOLDER}/php"<FilesMatch \.php$>SetHandler application/x-httpd-php</FilesMatch>

Lembrando que essa alteração informam diretórios baseados na estrutura de pastas recomendadas neste artigo.

Indexação de arquivos “index.php”

Para que o Apache carregue de forma automática os arquivos “index.php”, precisamos realizar uma alteração na diretiva “DirectoryIndex”.

Com o arquivo “httpd.conf” ainda aberto para edição, faça uma busca seguinte ocorrência:

DirectoryIndex index.html

E altere essa instrução para:

DirectoryIndex index.html index.php

Encerrando a edição do arquivo

Agora podemos salvar as alterações realizadas, bem como, fechar o arquivo em edição.

Verificar a sintaxe das configurações em busca de erros

Uma forma muito prática de verificar se existem erros nas configurações do Apache é utilizando o terminal de comandos. Navegue até o diretório de binários do Apache:

cd\; cd 'Web Server\apache\bin'

E execute o seguinte comando:

.\httpd -t

Caso o retorno dessa chamada seja:

Syntax OK

Significa que todas as alterações realizadas não possuem erros.

Reiniciando o servidor Apache

Para que todas as configurações realizadas entrem em vigor, devemos reiniar o Apache. Utilizando o terminal de comandos:

Restart-Service -Name Apache2.4

Realização de teste

Para a realização de um teste simples, podemos utilizar o próprio “Windows Explorer” e o “Bloco de notas” (ou outro editor como o “VS Code”).

Primeiramente, devemos remover todo o conteúdo da pasta “htdocs”, e em seguida criar um arquivo chamado “index.php” dentro dessa pasta, com o seguinte conteúdo:

<?phpphpinfo();?>

Lembrando que o diretório “htdocs” se encontra no seguinte caminho:

C:\📂Web Server 📂apache 📂htdocs

E pronto, agora podemos acessar o nosso localhost e verificar as informações referentes as configurações do PHP.

Caso deseje realizar essas configurações utilizando o terminal de comandos:

Remover todo o conteúdo da pasta “htdocs”

cd\; Remove-Item 'Web Server\apache\htdocs\*.*'

Criação do arquivo “index.php” com o devido conteúdo

cd\; New-Item 'Web Server\apache\htdocs\index.php' -ItemType File -Value '<?php phpinfo(); ?>'

Considerações finais

E assim finalizamos mais uma etapa de nosso artigo sobre a criação de um Ambiente de Desenvolvimento PHP no Windows. Na próxima etapa vamos instalar e configurar o MariaDB. Até a próxima e Falow!!!

--

--

--

Apaixonado por Desenvolvimento Web, sempre aprendendo algo novo em PHP, Javascript, HTML e CSS. Ah…e lutando para estruturar corretamente meus bancos de dados!

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Marcelo Albuquerque

Marcelo Albuquerque

Apaixonado por Desenvolvimento Web, sempre aprendendo algo novo em PHP, Javascript, HTML e CSS. Ah…e lutando para estruturar corretamente meus bancos de dados!

More from Medium

How to Quickly Get Started With PHP and MariaDB

PHP Session to React without CORS issue (or: how to solve PHP Session is changing on every request).

Top 10 PHP 8.1 Features You Should Start Using Now

ZendFramework 1—Reborn!